Catas Altas: Uma cidade mineira que finalmente tivemos o prazer de conhecer

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Mais um destino pra conta! Mais historias e mais um lugarzinho muito charmoso!

Desta vez fomos conhecer Catas Altas, um município mineiro que tínhamos o desejo de conhecer desde o lançamento do blog, e só agora conseguimos realizar.

O lugar

A distância entre Catas Altas e Belo Horizonte é relativa. Pode ser 170 km indo por Itabirito/Ouro Preto/Mariana ou 118 km por Sabará/Caeté.

Mesmo sendo mais próximo, o problema da segunda alternativa é a BR 381, que está com obras eternas e é muito movimentada e perigosa.

Com pouco mais de cinco mil habitantes, a pequena cidade de Catas Altas é um lugar cheio de paz.

Dica de almoço no caminho

No caminho por Ouro Preto (seguindo a BR 040), uma gostosa dica é a parada do almoço. Em Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto, paramos no Restaurante Chão de Minas, que pertence a Pousada Chão de Minas, que tem uma comidinha leve e muito saborosa.

Gastronomia típica mineira feita no fogão à lenha e com ótimo preço: R$47,90 o kg ou R$42,00 buffet. Vale muito a pena!

Quantos dias ficar

O centro histórico é pequeno, a cidade é bem pequena também. O grande atrativo da região é o Santuário do Caraça e alguns roteiros de aventura, portanto um fim de semana ou quatro dias são mais do que suficiente para conhecer tudo e ter momentos de descanso.

Dica de Hospedagem

Mesmo não conhecendo outras hospedagens na cidade, temos certeza que estivemos na melhor. Só de escrever esse texto já bate uma saudade enorme da Pousada Rancho do Tatu.

O Rancho que é administrado pelo Tatu e sua esposa Grazi, fica um pouco mais afastado do centro, o que proporciona uma tranquilidade a mais para um descanso perfeito.

Pensa em um lugar perfeito

O melhor descanso em Catas Altas

Quarto muitíssimo confortável, com uma vista linda pra serra, café da manhã maravilhoso, área da piscina um sonho, enfim, tem inúmeros motivos para você ir lá! Que tal acessar a matéria completa da pousada pra se informar mais?

O que fazer em Catas Altas

Chegando a Catas Altas aquela parada tradicional no centro da cidade para nos ambientarmos e brindarmos mais um destino! A nossa primeira cerveja na cidade tinha que ser artesanal, claro!

A parada foi Gastrô da Serra, um pequeno bar na praça principal, ao lado da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Pedimos cervejas locais, algo que costumamos fazer sempre que chegamos em uma cidade nova. Experimentamos a Time’s Beer (R$22), de Catas Altas e Floresta Élfica (R$18), de Barão de Cocais, cidade próxima. São as mais famosas da região, e gostamos muito!

Conhecemos também um bolinho maravilhoso, que é muito famoso na cidade, o bolinho de Alho Poró com Catupiry (R$14) e o bolinho de Banana da Terra (R$10). O preço estava ótimo, o sabor melhor ainda.

As porções do Gastrô da Serra

“Apaixonamos pelos bolinhos, principalmente o de banana da terra, que estava simplesmente foda!” – Mateus.

O Gastrô da Serra é um local que voltamos duas vezes, por dois motivos. Primeiro porque em nossa visita inicial o bolinho de banana da terra havia acabado, e segundo porque a cidade realmente tem pouquíssimas opções gastronômicas. Ali no centro histórico contamos quatro bares/restaurantes e que abrem sem data ou horário definidos.

Ah, no Gastrô comemos também uma maçã de peito com mandioca (R$26) que estava muito boa! É um ambiente bem gostoso, que te convida a sentar e tomar uma cerveja ou vinho no final da tarde, acompanhando pôr do sol atrás da serra do Caraça.

Dica: É o único lugar que encontramos queijos e geleias do Caraça para vender fora do Santuário, então quem quiser já sabe onde encontrar.

O grande movimento turístico da região é por conta do Santuário do Caraça, então claro que fomos conhecer. Acordamos cedinho no sábado e depois de um café reforçado seguimos para o destino.

O valor para visitar o Santuário é cobrado por pessoa, sendo R$12 durante a semana e R$18 nos finais de semana.

Serra do Caraça, que lugar maravilhoso!

Para quem não sabe, o Santuário do Caraça foi um dos maiores colégios internos e seminaristas da Igreja Católica brasileira e mundial. Vários nomes importantes estudaram por lá, inclusive de governadores de Minas Gerais, e também rendeu visitas importantíssimas como o imperador Dom Pedro II.

O santuário é um lugar de paz, de muitas orações e recebe milhares de pessoas por ano com o interesse no turismo ecológico e religioso.

Sem falar o tanto de fotos lindas que rende

Foto estilo dupla sertaneja

Maravilhados com a estrutura e história do lugar

Uma visita que vale a pena a cada segundo! Arriscamos dizer que ir a Catas Altas e não conhecer o Santuário é o mesmo que não conhecer a historia da cidade.

Lá no Caraça aumentamos nossa linda coleção de imãs de geladeira

Por lá ouvimos e lemos muitas histórias fantásticas, visitamos as dependências onde funcionava o internato, conhecemos as ruínas da antiga biblioteca onde pegou fogo encerrando as atividades do colégio e descobrimos muitas curiosidades sobre o lugar. Um verdadeiro mergulhar na história, que nos deixou muito felizes, e com fome! Rsrs…

Lá até tem um restaurante instalado no antigo refeitório onde você pode almoçar, mas decidimos procurar um lugar diferente no centro da cidade.

No Santuário também há uma lanchonete com boas opções

Saindo do Santuário do Caraça, voltamos ao centrinho da cidade à procura de um restaurante para saciar nossa fome, que era enorme!

Demos umas voltas e pasmem! Tudo fechado! Era mais ou menos 15 horas e estava tudo parado, fechado, um deserto. Não sabemos ao certo se foi “sorte” nossa ou todo fim de semana é assim…

Mas alguns poucos quarteirões fora do centro encontramos o paraíso! Ok, não era o paraíso, mas pelo menos era um lugar muito bonitinho, um jardim interno delicioso e com uma comidinha caseira bem gostosa, que casou certinho com nossa fome.

Subida da Praça nos salvou na hora do almoço

O restaurante Subida da Praça fica logo na subida pra praça (rsrs…) quando você está chegando pela entrada principal. Com apenas duas semanas de funcionamento encontramos um fogão à lenha com um gostoso self service (R$32 kg) que além dos pratos oferece alguns petiscos nos intervalos entre o almoço e o jantar.

Fizemos uma breve parada pra conhecer a lindíssima Igrejinha de Santa Quitéria, uma pequena e charmosa construção que fica em um local alto, mais afastado, com uma vista fabulosa da serra e que rende fotos fantásticas!

Muitas fotos da Igreja e na Igreja

Em nosso último dia decidimos curtir um pouco a pousada antes de regressar pra casa, algo que às vezes pouco fazemos em nossas viagens. Prometemos voltar pois ainda temos muito que conhecer em Catas Altas.

E podemos afirmar que esse lugar já se tornou muito especial pra gente!

 

Luiza e Mateus

www.casalmil.com.br

Estivemos em Catas Altas entre os dias 17 e 19 de agosto de 2018. O Casal Mil visitou a cidade a convite da Pousada Rancho do Tatu, mas todas as opiniões aqui relatadas são isentas e imparciais, o que reflete nossa real experiência.

Lugares para conhecer

Santuário do Caraça
Endereço: Estrada do Caraça, km 9, s/n

Restaurantes, bares, etc

Gastrô da Serra
Endereço: Rua Monsenhor Barros (ao lado da Igreja Matriz)

O que serve: Porções, cervejas especiais e armazém

Subida da Praça
Endereço: Rua São Miguel, 175
O que serve: Self Service mineiro

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *