Monte Verde radical: Conhecemos a diversidade do turismo ecológico no distrito

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Descobrimos que Monte Verde vai muito além de excelentes restaurantes e um gostoso passeio pela rua principal. O distrito está na região da Serra da Mantiqueira e conta com uma natureza exuberante que proporciona diversos momentos de lazer além do clima frio em determinadas épocas do ano.

Monte Verde é bastante conhecido também pelo turismo ecológico, com destaque para trilhas, passeios de jeep e quadriciclo, escaladas e rapel e muito mais!

Na excelente companhia da Sarah Ribas do Circuito Serras Verdes e sua amiga Camila, a quem a Lu será eternamente grata por emprestar um par de tênis… rsrs… tivemos um dia de aventuras em Monte Verde. Mas antes, vamos falar um pouco sobre o Circuito Serras Verdes.

O circuito surgiu há treze anos com foco no desenvolvimento do turismo da região serrana no sul de Minas Gerais. Com atrativos diversificados, o circuito conta com 25 municípios e um distrito, ampla rede hoteleira, restaurantes e diferentes opções de lazer e cultura na região. Além de Monte Verde, já visitamos Gonçalves, outro destino que compõe o Circuito Serras Verdes.

Começamos nosso dia bem cedo com destino a uma pequena trilha que leva até o topo de uma das pedras mais visitadas em Monte Verde, Pedra Redonda.

img_9832

Durante a trilha, uma breve pausa no mirante

Com altitude de 1.950 metros, a trilha até o topo tem um pouco mais de 900 metros. É um passeio bem rápido e de fácil execução com um percurso muito bem sinalizado e conta com alguns trechos de escadaria de madeira, para facilitar o acesso.

img_9846

Chegamos ao topo… e que vista!

Chegamos rapidamente até o topo e tivemos momentos de muita tranquilidade, contemplando a linda vista da região… E quando íamos nos preparar para descer, fomos pegos de surpresa e convidados pelo pessoal da Monte Verde Esportes a descermos de uma maneira mais rápida… de RAPEL!

img_9861

Coelho e Luiz da Monte Verde Esportes dão instruções

Tivemos um breve momento de pânico, taquicardia e leve parada cardíaca quando percebemos que o convite era sério e aquilo estava realmente acontecendo… enfim… aceitamos. Ainda não descobrimos se foi uma feliz coincidência ou se a Sarah já havia planejado tudo.. rsrs…

“Venci mais um medo, não tem como não me sentir feliz e realizada depois disso, foi FODA! Já quero mais… Kkkk…” – Lu.

img_9854

última foto antes da descida

Tivemos uma breve aula sobre como realizar a descida e os procedimentos de segurança. A equipe que nos atendeu (Coelho e Luiz) são profissionais extremamente qualificados e nos passaram muita tranquilidade.

A descida é fantástica! A vista é espetacular e a sensação de liberdade única! Rapel é muito tranquilo e seguro e quando chegamos ao solo, queríamos voltar e descer de novo! Rsrs…

img_9872

Nem parecia, mas estávamos pendurados na pedra

Após o rapel, uma breve pausa para o almoço no Hotel Fazenda Cabeça de Boi, lugar em que estávamos hospedados, para em seguida irmos a outro lugar.

Fomos conhecer a Fazenda Radical, um complexo de ecoturismo muito bem estruturado e com diversas opções em Monte Verde. Eles contam com tirolesa, arvorismo, escalada, arco e flecha, passeios a cavalo e de quadriciclos.

gopr6628-00_00_04_15-quadro002

Agora a aventura é na Fazenda Radical

Começamos com a Mega Tirolesa (R$70 por pessoa), composta por duas descidas, de 475 metros e 450 metros, pendurados a mais de 70 metros do chão.

“Eu que tenho muito medo de altura, não estava nem aí para meus medos! Quando estaria ali de novo? Encarei o medo e fui… e foi sensacional!” – Mateus.

gopr6628-00_00_32_12-quadro021

Nos divertimos na Mega Tirolesa

Na Mega Tirolesa você precisa percorrer as duas descidas, pois é a maneira mais rápida de regressar para a sede. E acredite, você vai terminar a descida querendo muito mais.

Antes de fecharmos o dia fomos dar um passeio de quadriciclo (R$100 / duas pessoas), que rendeu boas risadas e momentos únicos. O passeio vale muitíssimo a pena e pode ser feito individualmente ou por duas pessoas, revezando a direção durante o percurso.

img_9919

O passeio dura quase uma hora, e é muito bom

gopr6628-00_00_12_00-quadro014

Lu começou dirigindo, depois Mateus assumiu

O percurso tem diferentes níveis de dificuldade, mas é bastante tranquilo e realizado com segurança dentro da área da Fazenda, passando por florestas, lindas paisagens e terrenos acidentados, como se estivesse em um filme de aventura.

“Acreditem, amei a tirolesa, mas o quadriciclo foi meu preferido. Muito, muito bom! Ainda mais carregando Mateus (com medo) na minha garupa… Kkkk…” – Lu.

gopr6628-00_00_27_13-quadro004

Agradecemos a companhia da Camila e da Sarah

O dia foi longo e muito proveitoso. Encerramos cansados, porém muito felizes! Agradecemos a companhia da Sarah e da Camila, que foi fundamental durante o dia. Esse dia foi foda!

Lugares para conhecer

Pedra Redonda
Endereço: Monte verde, s/n

Fazenda Radical
Endereço: Rodovia Deputado Agostinho Patrus, Km 5, s/n

 

Luiza e Mateus

www.casamil.com.br

Estivemos em Monte Verde entre os dias 11 e 13 de agosto de 2017. O Casal Mil visitou o distrito a convite do Hotel Fazenda Cabeça de Boi e da SETUR-MG, mas todas as opiniões aqui relatadas são isentas e imparciais, o que reflete nossa real experiência.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

4 comentários em: “Monte Verde radical: Conhecemos a diversidade do turismo ecológico no distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *